Biomassa pode reduzir escassez energética

16/05/2019
Biomassa pode reduzir escassez energética

O Brasil é um dos maiores produtores agrícolas do mundo, e além de produzir grãos, vegetais e frutas, o País também tem capacidade de ser um grande produtor de biomassa (matéria orgânica que pode ser utilizada para gerar energia renovável) para complementar a geração de energia e acabar com a carência de luz elétrica que ainda existe em cidades do interior.

“A biomassa é uma saída muito interessante para a carência energética. Com os resíduos é possível fazer energia própria, que pode aumentar a rentabilidade da empresa e da região como um todo, inclusive criando mais empregos”, explica o analista de Produtividade e Inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Antônio Tafuri.

Um estudo realizado por oito meses na cidade de Sorriso (MT) apresentou que são produzidos 22 mil litros por dia do combustível de etanol de milho. Entretanto, este número deve aumentar. O documento aponta que a instalação de uma nova empresa na cidade em 2020, deve promover um incremento de 9.000% na produção diária. A agroindústria gerará 2 milhões de litros a cada 24 horas.

Tafuri explica que este levantamento mostra a existência de alternativas para gerar energia.

“Será que no futuro vamos continuar produzindo da mesma forma? Esse tipo de trabalho pretende mostrar que podemos gerar energia de outras maneiras”.

Outro importante ponto visto no estudo é o grande número de bioprodutos oriundos de soja não transgênica. São sete, entre eles biodiesel, glicerina e SPC. Através da produção da biomassa é possível gerar mais lucro para o produtor com a venda desses bioprodutos e efluentes.

“Antes da realização deste estudo, não se tinha muita ideia das potencialidades locais. É nítida a importância da soja e do milho, mas não existiam números exatos”, finaliza o analista de Produtividade e Inovação da ABDI.

 

Fonte: Diário do Comércio