Chuvas regulares permitem oferta de 600 milhões de toneladas de cana na 2020/21, prevê Czarnikow

25/03/2020
Chuvas regulares permitem oferta de 600 milhões de toneladas de cana na 2020/21, prevê Czarnikow

A regularidade de chuvas entre outubro de 2019 e este março garante oferta 2% maior de cana-de-açúcar na safra 2020/21 no centro-sul do país.

A previsão de alta é da analista Ana Zancaner, da consultoria Czarnikow.

Sendo assim, as unidades produtoras do centro-sul terão 600 milhões de toneladas de cana na temporada que oficialmente começa em 01/04.

Se confirmado, o montante de 600 milhões de toneladas deverá superar em 20 milhões de toneladas o montante processado até 01/03.

Até 01/03, as unidades do centro-sul moeram 579,7 milhões de toneladas da matéria-prima do açúcar e do etanol, segundo a UNICA, entidade representativa do setor.

Previsão da Czarnikow de oferta de cana para a safra 2020/21:

Desenvolvimento dos canaviais

Segundo a analista da consultoria, as incidências pluviométricas antes da temporada de chuvas no centro-sul foram essenciais para o desenvolvimento dos canaviais.

Com exceção do Mato Grosso do Sul, onde foi registrado déficit de chuvas, em outros estados canavieiros houve excelente volume de incidências entre outubro e março.

Com o desenvolvimento dos canaviais, a analista prevê também melhor produtividade em TCH.

Por fim, ela estima que na 20/21 a média de TCH no centro-sul ficará em 80. Na temporada anterior, essa média ficou abaixo de 78.

Incidência de chuvas entre outubro/19 e março/20:Fonte: Czarnikow 

Usinas têm bons planos contra pandemia

Por sua vez, Ana Zancaner destaca, em sua análise, que “embora o mundo esteja parando, as usinas começam a nova safra com planos de contingência até agora muito bons.’

 

Fonte: JornalCana/ Delcy Mac Cruz