Déficit de açúcar abre espaço para usinas do Centro-Sul ampliarem a produção em 5,5 milhões de toneladas

11/02/2020
Déficit de açúcar abre espaço para usinas do Centro-Sul ampliarem a produção em 5,5 milhões de toneladas

A produção de açúcar pelas unidades do Centro-Sul dever[a alcançar 31 milhões de toneladas na safra 2020/21.

O volume representa alta de 4,5 milhões acima do total de 26 milhões de toneladas ser processado na safra em encerramento, a 19/20.

A projeção é de Marcelo de Andrade, responsável por soft commodities no braço de trading da Cofco International.

Ele apresentou os dados em entrevista no domingo (09/02) antes do início da Dubai Sugar Conference.

O evento prossegue até quinta-feira (13/02) em Dubai, nos Emirados Árabes.

Segundo o executivo, é possível que as unidades cheguem a 32 milhões de toneladas na 20/21.

Só depende da melhora contínua dos preços do alimento.

 

Usinas do Centro-Sul: atender ao déficit

Conforme o executivo da Cofco, o Brasil precisará produzir mais açúcar para preencher o déficit mundial ampliado pela quebra na produção da Tailândia.

Por conta de estiagem, a produção de açúcar da Tailândia deve cair cerca de 30%, para entre 9 a 10 milhões de toneladas. A previsão é da associação Thai Sugar Millers.

Na entrevista, Andrade explicou que as unidades do Centro-Sul brasileiro terão mais cana na 20/21 por conta das chuvas neste período, que ajudam no crescimento da planta.

A estimativa de oferta de cana, entretanto, é de 591 milhões de toneladas.

 

Fonte: Redação JornalCana