Faturamento da indústria cresce 9,3% em junho, diz CNI

06/08/2020
Faturamento da indústria cresce 9,3% em junho, diz CNI
Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostram aumento de 9,3% no faturamento real; 8,8% na massa salarial; 8,1% no rendimento médio real do trabalhador; 6,8% nas horas trabalhadas na produção; e de 0,2% no emprego. A produção, aos poucos, vai retomando o fôlego e os empregos pararam de cair. O crescimento do emprego, ainda que pequeno, interrompe uma sequência de quatro quedas. Todos os dados são de junho deste ano em relação ao mês anterior.
 
Porém, o primeiro semestre ficou negativo, devido a atividade industrial ainda não se recuperar do tombo de abril, no auge do isolamento social, devido ao covid-19, quando a demanda desapareceu. De acordo com o gerente-executivo de Economia, Renato da Fonseca, indicadores industriais identificam, mensalmente, a evolução de curto prazo da atividade industrial, mais especificamente da indústria de transformação. Os estados pesquisados respondem por mais de 90% do produto industrial brasileiro.
 
Ociosidade ainda é elevada
 
A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) aumentou 1,8 ponto percentual em junho, para 72%. O índice havia acumulado queda de 11,8 p.p. em março e abril e cresceu 3,3 p.p. em maio. Desse modo, o índice se encontra 6,7 p.p. abaixo do patamar registrado em fevereiro, indicando que, apesar do aumento dos dois últimos meses, a ociosidade segue elevada. A UCI média de 2020 até junho é 4 p.p. inferior à média do mesmo período de 2019.
 
 
Fonte: Correio Braziliense / Alessandra Azevedo, estagiária sob supervisão de Vicente Nunes