FENASUCRO 2021 TERÁ HUB TECNOLÓGICO

10/02/2021
FENASUCRO 2021 TERÁ HUB TECNOLÓGICO

Em reunião realizada na noite da última terça-feira, 2, a diretoria do CEISE Br aprovou o projeto que proporcionará a realização de um Hub Tecnológico dentro da FENASUCRO E AGROCANA, edição 2021, a ser realizada fisicamente de 17 a 20 de Agosto.

O presidente do centro Nacional das Indústrias do setor Sucroenergético e Biocombustíveis, Luís Carlos Júnior Jorge, esclarece que “a intenção de subsidiar os custos do espaço, é proporcionar oportunidade para empresas que atuam na cadeia produtiva industrial do setor, quer sejam fabricantes de equipamentos, prestadores de serviços ou fornecedores de insumos, a participar deste que sem dúvida o maior evento de bioenergia do mundo”.

Paulo Montabone, Diretor da Reed Exhibitions, organizadora da feira, participou da reunião e explicou que o espaço destinado ao HUB Tecnológico será em localização privilegiada, “onde há a maior circulação de visitantes, próximo aos auditórios de conteúdos técnicos”. Detalhou que “serão ofertados inicialmente, 20 espaços que propiciará oportunidades exclusivas para os empresários através de uma ação inédita junto com o CEISE Br”.

FORMATO

O HUB Tecnológico terá formato híbrido. Desde a adesão e durante todo o ano de 2021, serão criadas oportunidades para a interação entre compradores e fornecedores do mercado sucroenergético, seja em plataforma digital ou presencial.

Segundo dados apurados pela organização da feira, as ações digitais têm atraído 45% mais CEO’s, Diretores e Gerentes interessados. Todos os conteúdos desenvolvidos e distribuídos digitalmente pela FENASUCRO E AGROCANA, são 100% baseados nos interesses dos agentes do segmento.

Fisicamente, durante os quatro dias de exposição presencial, as empresas que aderirem terão espaço definido, na área interna do pavilhão de exposição, junto ao stand do CEISE Br, com estrutura para exposição de marca, divulgação de produtos e serviços e atendimento aos clientes visitantes do evento.

“Serão disponibilizados para cada empresa aderente, serviços de captura de leads, showroom digital, e-mail marketing, postagem em redes sociais, balcão de atendimento personalizado, armário, mesas, banquetas bistrô, energia elétrica, em ambiente decorado”, detalha Montabone.

Júnior Jorge chama a atenção dos empresários que, “como se trata da primeira edição deste projeto, estamos ofertando inicialmente apenas 20 espaços. No entanto, caso a adesão seja maior, estudaremos com a Reed, a possibilidade de ampliar para mais empresas. Nosso objetivo como entidade realizadora, é contribuir com as empresas para que tenham condições de participar da feira como forma de ajuda-las na recuperação, uma vez que o setor foi muito castigado pela crise em função da pandemia e também pelos aumentos de impostos e de matéria prima. Este é o papel do CEISE Br, buscar alternativas para que as indústrias possam realizar negócios, manter sua produção e os empregos”, conclui o dirigente.