FENASUCRO & AGROCANA alcança volume de negócios em torno de R$ 5,2 bilhões

26/08/2022
FENASUCRO & AGROCANA alcança volume de negócios em torno de R$ 5,2 bilhões

Feira apresentou tecnologias do Brasil para o mundo ao expor o presente do setor com o biogás e apontar o futuro por meio do diesel verde

A 28ª FENASUCRO & AGROCANA superou a expectativa de geração de negócios e alcançou R$ 5,2 bilhões, confirmando o cenário otimista e mercado promissor, incentivado pelas demandas de sustentabilidade, iniciados durante a feira que foi realizada de 16 a 19 de agosto, em Sertãozinho – SP.

Com um público especializado e qualificado, em 2022, a feira também teve um incremento de 15% no número projetado de visitantes e aumento de 22% em relação à edição de 2019.

Somando a isso, as rodadas de negócios internacionais – realizadas pelo Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool) e a ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), por meio do Projeto Brazil Sugarcane Bioenergy Solution – atraíram compradores de mais de 10 países, contaram com mais de 460 reuniões e uma previsão de negócios em torno de US$ 70 milhões.

“São números expressivos e que reforçam o cenário promissor de que o setor de bioenergia vive uma escalada de investimentos com a geração de novos produtos, visto a demanda mundial cada vez mais forte por sustentabilidade”, afirma o diretor da feira, Paulo Montabone. “Nesta edição mostramos como o Brasil é a vanguarda da tecnologia bioenergética ao expor o presente do setor, com o biogás, e apontar seu futuro por meio do diesel verde, por exemplo”, completa.

Para o presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CEISE Br), Luís Carlos Júnior Jorge, a feira foi sucesso um absoluto.

“Os cerca de 300 expositores, a quem agradecemos a credibilidade e confiança, contribuíram de forma significativa para que a feira fosse incrivelmente bem produzida. Nossas parcerias com a STAB, Copersucar, UNICA, UDOP, DATAGRO, LIDE Ribeirão Preto, entre outras, produziram uma programação de conteúdo que estimulou o que chamamos de feira de reencontro, com grande presença de técnicos das unidades produtoras, refletindo e impactando na visitação aos estandes e, consequentemente, oportunizando novos negócios, de melhorias de tecnologias, fabricação de máquinas e equipamentos, bem como contratação de serviços especializados”, sinaliza.

Segundo Júnior, a renovação antecipada de contratos e a procura de outras empresas por espaços comprovam a satisfação dos expositores, dando um indicativo de que em 2023 a feira será ainda maior.

Bons negócios

Alexandre dos Reis, diretor geral da SEW-EURODRIVE BRASIL E AMÉRICA LATINA, afirma que a participação na feira foi especialmente bem-sucedida. “Fechamos diversos negócios e recebemos manifestações de interesse concreto para fechar negócio no curto prazo, de uma variedade ampla de clientes no Brasil e em países da América do Sul e América Central”, afirma.

“Nosso estande recebeu a visita de todos os maiores players do setor, tanto do Brasil quanto comitivas internacionais. Isto comprova a relevância internacional da feira para o setor de bioenergia e, mais uma vez, nos mostrou como as diversas soluções da SEW atendem bem as demandas deste segmento”, completa.

Para Marcos Daniel de Lima, engenheiro de Automação, diretor de P&D e Inovação Tecnológica da DUO Automation, participar da feira foi excelente. “Além da novidade do Diesel Verde, trouxemos nossa área de robótica para a feira e recebemos muitas visitas importantes em nosso estande. Nos próximos dois meses já temos uma agenda de visitas, oriundas da feira, que com certeza vão gerar negócios na ordem de valores bem expressivos”, diz.

Bernardo Câmara Neto, diretor financeiro e administrativo da Citrotec, destaca o público qualificado que a feira recebe. “Tínhamos uma expectativa grande de como seria o retorno à feira presencial depois de quase três anos e foi muito positivo. Recebemos boas visitas em nosso estande, em que iniciamos conversas que devem se concretizar nos meses seguintes, com bons resultados”, afirma. “O mercado está consolidado e aquecido para o fabricante de equipamentos da área de bioenergia. Por isso, a presença na feira se faz necessária”, garante.

Desempenho expressivo

De acordo com Carlos Vieira, gerente comercial da MAUSA, a situação econômica do mercado atual, impulsionada pela pandemia, fizeram com que a feira tivesse um desempenho além do esperado pela empresa.

“O preço das commodities trouxe segurança aos empresários do setor. E a feira dá uma experiência junto aos fornecedores de discutir aumento da produtividade, eficiência e também a parte de automatização, atreladas à indústria 4.0”, explica.

“Além de um clima muito positivo, tivemos muitos negócios gerados, a maioria para expansão da produção de açúcar e etanol. Assim, esperamos que a boa situação perdure e possamos continuar gerando mais e mais negócios para o maior e mais importante segmento nacional”, complementa.

Eder Valter Marques Pereira, gerente Açúcar e Etanol da Fundição Moreno, também fez uma avaliação muito positiva da exposição dos produtos e tecnologias da empresa na feira. “Tivemos um nível muito alto de visitantes, de relevância do mercado sucroalcooleiro, e estamos confiantes na concretização de vendas de novos projetos e na expansão, principalmente, do mercado sul-americano. Com certeza estaremos presentes em 2023”, conclui.

Em 2023, a FENASUCRO & AGROCANA acontecerá entre os dias 15 e 18 de agosto, no Centro de Eventos Zanini, em Sertãozinho – SP.

Fonte: Andréia Vital - Jornal Cana