Índia anuncia queda de produção e preço do açúcar dispara

03/02/2021
Índia anuncia queda de produção e preço do açúcar dispara

Mal acabou o primeiro mês de 2021 e o volátil mercado de açúcar recebe uma notícia que pode ser determinante para, pelo menos no primeiro semestre, haver um comportamento de preços altista.

A Isma (Associação Indiana das Usina de Açúcar, sigla em inglês) informou que deve produzir na atual safra (20/21) 30,2 milhões de toneladas, valor 10% menor que o estimado pelo mercado, o que acarretou num significativo aumento no valor dos contratos negociados em Nova Iorque, ultrapassando a casa dos 16 centavos de dólar por libra-peso.

Outro ponto de tensão no mercado é quanto a safra de cana no centro-sul do Brasil que já sofreu com uma primavera seca e atualmente atravessa um período com poucas chuvas vindo desde o dia 20 janeiro, o que deve influenciar em números menores de moagem frente ao período anterior, segundo o relatório de acompanhamento de safra publicado pela Unica, até o dia 16/01 haviam sido moídas na região 597 milhões de toneladas.

Dessa maneira, o principal fator que aparece para a virada dessa tendência, é se a China reduzir o fluxo de compra, fazendo com que os estoque mundiais voltem a crescer e a gangorra do mercado dê mais peso para a oferta em relação a demanda.

POR: MARINO GUERRA - Revista Canavieiros