Luís Carlos Júnior Jorge é reeleito como presidente do CEISE

30/12/2020
Luís Carlos Júnior Jorge é reeleito como presidente do CEISE

Posse da nova diretoria ocorreu no dia 10 de Dezembro

Luís Carlos Júnior Jorge foi reeleito como presidente do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CEISE Br) e comandará a entidade até dezembro de 2022.

A cerimônia de posse da nova diretoria foi presencial e aconteceu na quinta-feira (10), com a presença de autoridades, ex-presidentes do CEISE Br e convidado, obedecendo as exigências do Ministério da Saúde e OMS em relação à pandemia.

“Me coloquei à disposição da entidade novamente, pois em meu primeiro mandato, tive um ano (2020) interrompido devido à Covid-19. Portanto, quero estar à frente por mais dois anos para defender os interesses das indústrias e tentar retomar toda nossa economia no setor com a volta da feira FENASUCRO & AGROCANA”, disse.

Junior Jorge, eleito em 2018, realizou uma gestão de reestruturação da entidade, com maior foco nas ações de cunho político, nos assuntos de maior relevância para a manutenção da saúde financeira e competitividade das indústrias de bens de capital duráveis dos segmentos sucroenergético e de biocombustíveis.

Segundo o empresário, foram necessários ajustes administrativos e de posicionamento para enfrentar o ano atípico de 2020, devido à pandemia, e de tomar decisões difíceis, entre elas, a de não realizar a FENASUCRO & AGROCANA neste ano.

“A pandemia, aliada à redução das atividades econômicas, provocou, para a entidade, aumento significativo de trabalho, atendendo e orientando os associados com as mais diversas alterações de rotina, como jornada de trabalho, isolamento, uso de equipamentos de proteção não habituais, trabalho remoto, redução de jornada, entre outros”, comentou o presidente.

Junior Jorge ressalta que, mesmo com as dificuldades impostas pela crise gerada pela pandemia, o CEISE Br contabiliza importantes resultados na última gestão.

“Obtivemos bons resultados, nos últimos dois anos. Em 2019, aproximamos ainda mais a entidade dos órgãos governamentais, como ministérios, secretarias, autarquias, e congresso nacional. Isso deu mais visibilidade e retorno nas nossas reivindicações, como a renovação do Convênio ICMS 52/91, derrubada do veto presidencial que impedia a continuidade da desoneração da folha para 2021, e outras ações vitoriosas”, comemora.

Quanto à nova gestão, o executivo afirma que os desafios serão as ações que contribuam com a retomada da economia.

“Entendemos que o CEISE Br, uma entidade com mais de 40 anos, pode e deve contribuir interagindo com os poderes constituídos, na busca de caminhos para que a indústria brasileira se mantenha viva, saudável, empregando e competindo com boas condições. Para tanto, devemos lançar em breve, rodadas de negócios e orientações com especialistas sobre os mais diversos e importantes assuntos inerentes à rotina das indústrias, além, é claro de trabalhar para realizarmos a maior e melhor FENASUCRO & AGROCANA da história, no período de 17 a 20 de agosto do próximo ano”, destaca o presidente.

Fonte: Andréia Vital - Jornal Cana