Novas metas de descarbonização do Renovabio para 2020 devem ser anunciadas até julho, diz MME

30/04/2020
Novas metas de descarbonização do Renovabio para 2020 devem ser anunciadas até julho, diz MME
Os primeiros negócios na B3 com Créditos de Descarbonização (CBios), peça-chave do RenovaBio, estão muito próximos de acontecer, afirmou o diretor do departamento de biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia (MME), Miguel Ivan Lacerda de Oliveira, no Webinar DATAGRO: RenovaBio - Uma conquista, realizado nesta quarta-feira (29). Na última segunda-feira (27), a B3 (Brasil, Bolsa e Balcão) estreou o mercado de comercialização, que permite a oferta de CBios.

Na transmissão online, moderada por Ingo Kalder, da DATAGRO Financial, Miguel Ivan ressaltou que como em qualquer novo mercado existem, ainda, alguns desafios – no caso, principalmente entendimento tributário e análise de risco - para que as negociações com CBios ganhem tração. Em sua exposição, o diretor do MME também adiantou que as novas metas de descarbonização do RenovaBio para 2020 deverão ser anunciadas até julho.

Ademais, Miguel Ivan reiterou que o modelo de elaboração e funcionamento do RenovaBio foi ancorado em Ciência, no sentido de precificar as externalidades positivas, neste caso a ambiental. “O Renovabio é um ativo financeiro de comprovação da preservação ambiental. Os biocombustíveis têm que passar a ser vistos como uma estratégia de captura líquida de carbono da atmosfera.”
 
 
Fonte: DATAGRO