O aumento desgovernado do aço preocupa Indústria de Base Sucroenergética

16/09/2020
O aumento desgovernado do aço preocupa Indústria de Base Sucroenergética

A pandemia causada pela Covid-19 tem afetado e muito, as indústrias de base. O valor pago nas matérias primas tem aumentado de forma desenfreada e está prejudicando toda a cadeia.

O aço, especialmente, sofreu reajustes de 10% em Agosto e de 8% em Setembro e poderá aumentar ainda mais em Outubro, caso o preço das commodity no mercado internacional não se mantenha, e caso também o dólar fique no mesmo patamar que está.

Uma das justificativas dadas pelo INDA – Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço para o aumento da matéria, é de que os estoques diminuíram em função da paralisação de fornos por causa da pandemia.

As informações do Instituto Aço Brasil (IABR) são de que, dos 13 fornos desligados no epicentro da pandemia, apenas quatro voltaram a funcionar.

Para o presidente do CEISE Br, Luís Carlos Júnior Jorge, os aumentos afetam diretamente ao setor. “Isto irá impactar diretamente na indústria de base. Absurdo o que está ocorrendo. Toda correção cambial que poderia ajudar na retomada do mercado nacional pelas indústrias, irá se perder por essas correções de preço, sem justificativa. Os aumentos de preços devem ser baseados em justificativas bem elaboradas, pois o restante da cadeia produtiva tornar-se refém e ainda leva a culpa.” Concluiu.